Pequenas escolhas, grandes diferenças!

Estava aqui pensando sobre coisas bobas que poderíamos fazer que fariam uma diferença enorme no meio-ambiente. Você não precisa ser adepto(a) de uma filosofia de vida ecologicamente correta radical para fazer uma diferença.

É claro, eu opto sempre que possível por comprar itens que não tenham embalagem, levando meus próprios saquinhos e potes, mas penso também no caso em que a embalagem é indispensável. Às vezes uma escolha inteligente é mais eficiente do que um passo radical.

Bom, pode parecer um pouco vago tudo isso, mas vou deixar então uma lista bem genérica de 10 atitudes de fácil aplicabilidade e que fazem toda a diferença! 😀

  1. Se você é adepto de tomar refrigerante, chás industrializados, etc., – eu não recomendo, mas… – opte por comprar aqueles que vêm embalados em latinhas de alumínio ou vidro, pois a reciclabilidade desses produtos é basicamente infinita. Já aqueles que vêm em embalagens plásticas são mais complicados. Plástico é um veneno e sua reciclabilidade é finita. Claro, certifique-se de que sua embalagem depois será reutilizada ou reciclada!

  2. Ande sempre, sempre com uma sacolinha retornável! Menos sacolinhas plásticas, mais respiro pro meio-ambiente. Thanks!

  3. Recuse canudos de plástico. Se você tem nojo de colocar sua boca na latinha, peça educadamente para a pessoa que te atender lavar a latinha e não trazer o canudo do mal.

  4. É possível pedir suco ou qualquer outra bebida em copos de vidro ou cerâmica mesmo em locais que normalmente oferecem em descartáveis. Peça sempre que possível!
    Continuar lendo

Pílulas de Sustentabilidade

Car@s leitor@s!

O nosso blog #VivendoSemLixo agora adota um novo conceito: trazemos para você pílulas de sustentalibidade!

Pergunta: O que isso quer dizer no fim das contas?
Resposta: Vamos dar dicas expressas de como reduzir seu impacto ambiental de um jeito super bacana, divertido e descolado!

E a dica de hoje é: cumpra suas promessas na lista de 2016!
Esta que vos fala prometeu atenção a este blog que merece, possui demanda, seguidores e, felizmente, cada vez mais novos seguidores nas redes sociais, ainda que esteja na fase bebê!

Por isso é que hoje eu vim compartilhar com vocês algumas das minhas metas pra 2016 que estão sendo alcançadas:

    1. Comecei a fazer krav magá (pra quem não sabe, clica aqui): agora serei minha própria guarda-costas! 😛
    2. Entrei na academia. (Uat?! Sério?!) Vamos tentar a máxima: “corpo são, mente sã”. Afinal, todo o conceito de sustentabilidade é baseado na proteção do meio ambiente e na manutenção da nossa qualidade de vida (na verdade, é mais dramático do que isso, é a manutenção da nossa espécie na Terra mesmo, visto que estamos nos destruindo; a Terra ficará, nós é que não) e cuidar-se é algo que se alinha com este conceito.
    3. Adquiri uma bicicletinha dobrável (de segunda mão, aproveitando um item não mais amado de alguém) pra me deslocar no dia-a-dia! Isso mesmo! Passei muito tempo criando coragem e uma das minhas maiores metas pra 2016 é conseguir aprender a viver sem precisar de um carro. Pedi ajuda na Bike Anjo e agora estou esperando uma resposta deles para virem me ajudar. A ONG desse pessoal reúne pessoas que ajudam os outros a vencerem o medo da magrela. No meu caso, o medo é de andar nela nas ruas mesmo. Mas graças às ciclovias crescentes em São Paulo acredito que isto será uma vitória em breve alcançada! Aliás, deem pulo no site deles e vejam o que eles oferecem de bacana!

 

Por enquanto em termos pessoais é isso! Em termos profissionais, as coisas estão também progredindo ainda bem! Ainda tenho muitas metas para 2016 e vou postando pra vocês aqui conforme elas forem se concretizando!

Bora lá, dá uma corridinha, ainda faltam 290 dias pro fim do ano. Dá tempo de você alcançar suas metas – inclusive as #lixozero!

Ah, outra dica, já deu uma olhada no site do Zero Waste Bloggers Network? Está cheio de coisas legais e reúne tod@s @s blogueir@s mundo a fora que falam sobre a questão da sustentabilidade, cada um sob seu próprio ponto de vista! Tem muita gente boa que merece ser seguida. 😉

Beijos a todos e bora cumprir as metas!

Combo do Lixo Zero no Banheiro Parte I: Creme Dental & Enxaguante Bucal (PS.: caseiros!)

Ok, ok, pessoal, chegou o dia de começarmos a ver várias receitas caseiras e de como reduzir o lixo em casa – mais especificamente, no banheiro!

Diferentemente do que você deve estar pensando, o combo pasta de dentes e enxaguante bucal é muuuuuuuuuito fácil de fazer. Você só precisará se programar em adquirir os ingredientes antes (o que também não é nenhum sacrifício)!

Hey yo, let’s go!

Continuar lendo

10 passos para reduzir seu lixo ATÉ SEMANA QUE VEM!

Bom, conforme prometido no meu post anterior, este aqui é dedicado a 10 mudanças que exigem um certo planejamento, mas que você consegue se organizar para mudar entre 7 e 10 dias. 🙂

Vamos lá! Continuar lendo

10 passos para reduzir seu lixo HOJE!

Um dos maiores problemas ambientais hoje é a criação de lixo desnecessário. Sim, desnecessário porque poderia ter sido completamente evitado desde o início. Nossos avós e as gerações mais antigas tinham práticas que foram, com tempo, sendo completamente modificadas, especialmente com as mudanças na forma de consumo. (Agora vou fazer uma crítica de cunho político e econômico…) É muito viável para as indústrias criarem demanda de itens de consumo que são descartáveis, de modo a fazer com que você, consumidor, não deixe essa roda – chamada econonomia – parar.

No entanto, aceitar essa condição é algo que está em suas mãos. Não podemos nos dar ao luxo de deixar nossos recursos naturais serem totalmente estirpados para gerar dinheiro para grandes indústrias poluidoras. Houve um tempo em que elas não existiam e a economia já havia se estuturado de modo consistente, sem ter uma produção tão acelerada de lixo.  Antigamente era super comum as pessoas comprarem a granel e levarem suas próprias sacolinhas de tecido para enchê-las nas lojas. As pessoas fechavam encomendas com cola feita a partir da farinha do milho, segundo um amigo colombiano. Várias coisas eram feitas de maneira eficaz e sem a necessidade de tantos descartáveis que permeiam o nosso dia-a-dia.

Um dos princípios de reduzir a produção de lixo não é apenas para evitar que esses resíduos chegem aos aterros sanitários; mas para reduzir a demanda da produção dos mesmos. Reduzir a demanda significa que você está literalmente cortando o mal pela raíz, fazendo com que a matéria prima que seria utilizada para a fabricação de um determinado produto não seja mais usada. Sua extração diminui; seu processamento pela indústria diminui; a utilização de energia elétrica e água diminui e, consequentemente, a emissão de gases estufa que seriam emitidos diminui; e, por fim, a quantidade de lixo gerada também diminui.

Continuar lendo

Uma visão geral sobre o estilo de vida lixo zero: 5 benefícios que esse estilo de vida pode trazer

Primeiramente, vamos à pergunta que não quer calar:
O que é ser “zero waste” ou “lixo zero”?

O movimento lixo zero (“zero waste”)  nasceu a partir da iniciativa de Béa Johnson, ao perceber os problemas que o excesso de lixo (mesmo recicláveis) pode trazer para a sociedade, para o meio ambiente e para a saúde das pessoas. Para Béa há a regra dos 5 Rs: Refuse, Reduce, Reuse, Recycle & Rot (ou seja: Recuse, Reduza, Reutilize, Recicle e Apodreça – este último está relacionado com a compostagem de materiais orgânicos biodegradáveis) e essa regra deve ser adotada na ordem em que se apresenta a fim de minimizar o impacto ambiental geral.

Esta publicação tem como objetivo dar uma visão geral do que é possível fazer para reduzir sua produção de lixo e – pasme – seus gastos. Sim, adotar atitudes mais ecológicas no seu dia-a-dia pode ter um impacto muito positivo para você, inclusive financeiramente. Ou seja, não só existe o benefício icoletivo ambiental, mas também existe um relacionado ao bem-estar físico e mental e, ainda por cima, o benefício econômico! Vamos lá?

Continuar lendo