A Lush me mandou um presente…

Com a correria de fim de ano, não consegui contar uma história fofa. A Lush me mandou um presente de Natal. Aliás, não… 3! Opa… 4! Peraí.

Foram 3 produtinhos fofos, mas o embrulho também faz parte do presente. Deixe eu contar pra vocês.

Para quem me acompanha pelo Instagram (se não acompanha, siga-me aqui: @mdastro.zw), viu que eu postei várias fotos do presente que me mandaram.

PT. A @lushbrasil me enviou de presente de natal um combo maravilhoso. Olhem que lindo esse embrulho de tecido (que, inclusive, é feito de a partir da reciclagem de garrafas PET que, apesar de não ser a melhor solução para garrafas PET, é uma forma de reaproveitamento) e os itens (quase) peladinhos! ❤ O papelzinho é compostável, mas tem uma etiquetinha de plástico 😢 que poderia ser substituída por papel. Sugeri a eles que mudassem isso! Num país como o Brasil, no qual o conceito de itens sem embalagens (principalmente sem embalagens plásticas), iniciativas como a da #lush podem fazer uma grande diferença. PS.: podem me enviar mais produtinhos que eu vou amar! ================================================================== EN. Lush sent me this awesome Christmas gift . The fabric wrap is composed of 2 recycled PET bottles (although, it is not the best use for PET bottles, it is a way of giving them a new life) and the products are (almost) completely naked. This paper is compostable, but there is a plastic tag on it 😢, which could be replaced by paper. I suggested them to change that! In a country like Brazil, in which the concept of #packagefree products is still almost non-existent, initiatives like these can be of great difference. PS.: you can send me some more products! 😍🎄🎁♻♥🌱 #zerowaste #lixozero #semembalagem #sustainability #sustentabilidade #vivendosemlixo #trashless #refuse #reuse #recycle #rot #compost #instagood #beauty #vegan #vegano #crueltyfree

A post shared by Maria Luiza L. Dantas (@mdastro.zw) on

Apesar de eu ter feito uma publicação no Instagram na época e já ser cliente da Lush há alguns anos (comprando xampu, condicionador, desodorante em barra, além de outros itens peladinhos), eu não havia me tocado que esses produtinhos em particular são versões sem embalagem de produtos que existiam com embalagem plástica da própria Lush! Vi nesta reportagem aqui (em inglês).

Se você quiser saber mais sobre a iniciativa da Lush em reduzir ainda mais seus produtos com embalagens sugiro os artigos abaixo (ambos em inglês):

More LUSH Products Now Have Naked Packaging & The Ethical Brand Keeps Getting Better

The naked truth: Packaging-free cosmetics

Ah, antes que eu esqueça… como eu disse o próprio embrulho faz parte do presente, que é um tecido infinitamente reutilizável (neste caso de garrafas PET recicladas <3). Existe uma técnica japonesa chamada furoshiki que tem como intuito embalar presentes ou coisas em geral com tecido, evitando todo aquele lixo (papel, fita autocolante, etc.). O mais legal é que a pessoa pode usar para outras coisas ou embalar outro presente para outra pessoa.

Você não imagina a quantidade de técnicas que existem no furoshiki! Fiz uma seleção de vídeos (alguns da própria LUSH) abaixo, ensinando como reutilizar tecidos para embalagens de presentes, marmitas, etc.

 

Você sempre pode aproveitar um pedacinhos de tecidos guardados, dar um novo uso a  uma roupa que, por algum motivo, não exerce mais sua funçãso, etc. No artigo a seguir há também informações e tutoriais sobre como tirar proveito do furoshiki:

How to: Furoshiki (Japanese fabric wrapping)

E, finalmente, vale lembrar que esta é uma das únicas marcas presentes no Brasil que possuem preocupação ética em diversas categorias: não testa em animais (cruely-free), a maior parte de seus ingredientes são naturais (eles possuem um catálogo com os detalhes dos ingredientes de cada poduto), e agora cada vez mais peladinhos. 🙂

Lush, quero mais! 😛

Até a próxima!

Anúncios

5 hábitos sustentáveis e fáceis para 2018 que vão fazer você economizar muito!

Quando dizemos que ser sustentável significa também economizar muito dinheiro, muitas pessoas são céticas. Por isso, vou dar fim a este mito hoje, dando vários exemplos para você. Tenho certeza que vou te convencer de que ter atitudes sustentáveis implicam, na maioria das vezes, em economia de muito dinheiro. Assim, começamos 2018 com o pé direito, sendo mais amigo do planeta e economizando $$.

Compre a granel

Compras a granel costumam ser muito mais em conta do que os mesmos itens no supermercado que vêm com um bando de embalagens que sobrecarregam o meio-ambiente de resíduos ou a industria da reciclagem. Certamente existem vários lugares (lojas ou mercados) na sua cidade que vendem produtos à granel. Para arrematar, leve sacolinhas de tecido ou recipientes reutilizáveis que você já tem! Vale até aqueles saquinhos de guardar sapatos (lave antes, claro). E não se preocupe, a pessoa que te atender poderá zerar a balança com a sacolinha e pesar apenas o conteúdo. Conforme você fizer isso, as pessoas já irão te conhecer e saber como você quer. É uma ótima oportunidade para puxar conversa com as pessoas e educá-las um pouco mais.

Lave roupas com os frutos da árvore do sabão

Confesso que isso é uma das coisas que eu ainda não fiz por falta de oportunidade, mas estou em busca dos frutos da árvore do sabão. Essa coisa maravilhosa permite lavar roupas, louças, usar como xampu e sabonete para o corpo. Pois é, quem diria que a natureza nos dá coisas que sempre precisamos e totalmente de graça! Algumas árvores foram mapeadas e você pode checar se elas estão próximas a você aqui.

Compre em brechós e sebos

Existem itens em excelente estado, até mesmo com etiqueta em brechós e livros nunca lidos em sebos! Aproveite e procure aquele item que você já precisa de segunda mão. Você pode se surpreender com o que vai achar e a economia que vai fazer.

Tenha sua horta em casa

É possível cultivar uma hortinha com pouco espaço e você vai comer de forma muito mais saudável sem gastar a mais. Além disso, ainda vai ter o prazer de ver suas plantinhas crescendo, conforme cuidar delas. É muito gostoso.

Recuse, reduza, reutilize, repare e recicle.

Já falamos muito disso daqui, mas existe uma verdade nesta filosofia. Veja em detalhes abaixo.

  • Recuse o que não precisa
    Só porque é de graça você tem que aceitar? Você realmente vai usar? Faz diferença na sua vida? Apenas fazendo isso, você deixará de acumular um bando de coisas que só enchem sua vida de cacarecos inúteis, além de desperdiçar dinheiro e gerar muito lixo.
  • Reduza o que precisa
    Este é um item polêmico, mas pense bem: você poderia maneirar nas compras do supermercado? Você corre o risco de que a comida estrague. Uma boa parte dos resíduos gerados pelos lares brasileiros são orgânicos (veja mais aqui). Compre o que precisa, desperdice menos e economize dinheiro.
  • Reutilize coisas já disponíveis
    Ou seja, se você precisa de algo, veja com seus parentes ou amigos se eles não possuem esse item. Uma outra alternativa é usar aplicativos de economia colaborativa, por exemplo o “tem açúcar” que permite que você solicite algo ou doe algo a seus vizinhos.
  • Repare (conserte) itens que já possui
    Em muitos casos sai mais barato. Sabia que é possível até reparar cerâmica quebrada? Pois é, veja a receita aqui. Além disso, iniciativas no mundo todo têm incentivado o conserto de peças ao invés da reposição. Existem os repair cafés que ainda não são muito conhecidos no Brasil. Seu município tem uma iniciativa legal assim? Comente abaixo. 🙂
  • Recicle o que não puder “salvar”
    A reciclagem pode te dar descontos na conta de luz ou na passagem de metrô. Pelo menos é o que acontece em São Paulo com a AES Eletropaulo (em detalhes neste post aqui) e a Retorna Machine. Seu município tem algo semelhante? Comente abaixo. Ah, e não esqueça de que compostar também é reciclar (no caso, reciclar o material orgânico). O composto é muito útil para nutrir a terra de suas plantas (por exemplo na hortinha de sua casa), o que as deixará muito mais felizes e saudáveis.

Sucesso com os novos hábitos!

Manual completo do descarte para a limpeza de fim/começo de ano

Com o ano chegando ao fim, é muito comum as pessoas fazerem uma limpeza geral em casa, retirar itens que não são mais usados, seja porque simplesmente não os usamos mais ou por estarem quebrados, velhos, etc. Por isso, este post não será focado em alternativas lixo-zero (ou zero waste), mas será focado na parte do upcycle/reciclagem/descarte correto dos itens que não servem mais a você.

Este guia é o resultado de uma busca literalmente de anos, a fim de garantir que todos os meus resíduos fossem encaminhados corretamente. Agora você pode desfrutar dele também. 😉

Venda ou Doação

Perfeito para aqueles itens em bom estado que você tem e não usa mais por qualquer que seja o motivo. Algumas sugestões de sites bacanas para você vender ou doar seus pertences:

Venda

Você pode começar juntando um dinheirinho nos seguintes sites e desapegando de itens em bom estado:

Tem mais alguma sugestão? Deixe nos comentários!

Doações

Você também pode fazer o bem doando itens em bom estado para pessoas que necessitem. Você pode dar diretamente a alguém que sabe que pode precisar ou mesmo apoiar alguma causa. Seguem ONGs que fazem bazares para apoiar causas sociais e sobrevivem, em boa parte, de doações:

Conhece outra ONG que precise de doações? Deixe sua sugestão nos comentários.

Descarte Consciente

Existem itens que, infelizmente, não têm salvação e temos que descartar mesmo. Aqui segue um guia de onde e como descartar os mais diversos itens no seu lar, maximizando a reciclagem desses materiais.

Reciclagem “clássica”: metais, vidro, papel, plásticos

Se você quer reciclar aqueles itens “clássicos”, como plástico, papel, metais e vidro, mas não possui coleta seletiva na sua região/bairro/município, uma boa saída são as estações de coleta de supermercados, como as do Carrefour ou Pão de Açúcar. As lojas de material de construção, como a Leroy Merlin, também coletam esses itens, além de outros mais difíceis de reciclar, como lâmpadas, pilhas, eletrônicos, etc.

Outra opção, se você mora em São Paulo ou em outra cidade cuja distribuição de energia elétrica seja feita pela AES, é ir a um dos postos de coleta e trocar seus itens recicláveis por descontos na conta de luz, como já dito aqui anteriormente. Lá eles também aceitam eletrônicos e óleo de cozinha.

Reciclagem de eletrônicos

Hoje, muitos locais disponibilizam coleta de eletrônicos (ainda bem, ufa!). Alguns deles são: postos da AES e lojas de material de construção, como a Leroy Merlin.

Terracycle (esponjas, cosméticos, papelaria, …)

A Terracycle promove o descarte consciente de: esponjas, cosméticos vencidos e embalagens, tubos de creme dental e escovas de dentes, material de papelaria (canetas, lápis, borrachas, etc.), veja todas as campanhas de arrecadação aqui. Envie os itens a serem descartados você mesmo ou encontre um posto de coleta próximo (times da Terracycle).

Itens peculiares e de difícil descarte

Este é certamente o item mais complicado, o que nos condena a, muitas vezes, descartar muitas coisas nos lixões e aterros sanitários. Não precisa ser assim, algumas empresas são focadas nesses serviços de coleta. A Ecoassist, por exemplo, coleta eletrodomésticos que não funcionam,  móveis sem condições de uso, tecidos, além de muitos outros itens. É possível desfrutar dos serviços desta empresa sem nenhum custo se você tiver um seguro residencial de alguma dessas seguradoras: Itaú, Allianz, Zurich ou Liberty. Caso contrário, é necessário fazer um orçamento e pagar uma taxa.

Tecido

Você costura? Conhece alguém que costure e acumula muitos tecidos intocados? Uma boa dica é o Banco de Tecido! Lá você pode deixar seu tecido e outros itens de costura (linhas, zíperes, elásticos, etc.) e trocar por crédito em quilogramas! Ou seja, se você deixou 1kg de tecido, pode resgatar 1kg de outro tecido. Demais, não? E você pode resgatar em qualquer outra unidade do banco de tecidos, não precisa ser na mesma em que deixou os seus!

Medicamentos vencidos e embalagens

Diversas farmácias/drogarias oferecem o serviço de coleta de medicamentos vencidos e suas respectivas embalagens. Dê uma olhada nos locais de coleta aqui.

Cartões

A iniciativa dos Papa-Cartão é muito bacana! Você não deve descartar seus cartões de banco junto com outros plásticos, mas leve-os até os pontos de coleta que a reciclagem é garantida!

Outros: não encontrei o que estava procurando!

Não encontrou o que procurava aqui? A e-Cycle possui um site em que é possível buscar onde fazer o descarte de algum item específico na sua região, usando o seu CEP!

 

Feliz Natal e um 2018 mais leve, sem os excessos que carregamos em nossas casas! Muita saúde, paz e menos, muito menos lixo!

PS.: esta publicação não teve patrocínio de nenhuma empresa, todas as dicas e sugestões foram feitas apenas com base nas minhas procuras pessoais. Quer sugerir algum outro tipo ou local de descarte? Deixe seu comentário.

Feliz 2017! Começamos com uma boa notícia: nosso e-book “Zero Waster’s Travel Companion”saiu!

Vivendo Sem Lixo deseja a você, leitor, um Feliz Ano Novo! Que 2017 seja repleto de conquistas, felicidade, paz, saúde… enfim, tudo de bom! Desejamos também que seu ano tenha menos lixo do que o ano anterior, seja ele material ou não. 🙂

Enquanto este blog esteve parado durante esses meses, várias coisas aconteceram! Tenho notícias quentes sobre o mundo lixo-zero (ah, a partir de agora, vou adotar o termo lixo-zero, com hífen e tudo, só para esclarecimento) por aí. 😉

Por enquanto, uma das notícias mais bacanas foi o lançamento do livro eletrônico (tipo e-book) que o Zero Waste Bloggers Network entitulado Zero Waster’s Travel Companion. Esta belezoca foi escrita por diversos blogueir@s lixo-zero mundo afora, incluindo euzinha aqui cobrindo a cidade de São Paulo. Esta é a primeira versão e certamente haverá muito o que melhorar, não tenha dúvidas.

Para adquiri-lo, basta ir no link: http://zerowastebloggersnetwork.com/products/

O valor é simbólico (US$ 9, aproximadamente R$ 28) e ajudará nossa ONG a seguir em frente divulgando ideias lixo-zero afora!

Feliz 2017 para você e sua família neste ano que se inicia!

 

zwtc-book-cover

Pequenas escolhas, grandes diferenças!

Estava aqui pensando sobre coisas bobas que poderíamos fazer que fariam uma diferença enorme no meio-ambiente. Você não precisa ser adepto(a) de uma filosofia de vida ecologicamente correta radical para fazer uma diferença.

É claro, eu opto sempre que possível por comprar itens que não tenham embalagem, levando meus próprios saquinhos e potes, mas penso também no caso em que a embalagem é indispensável. Às vezes uma escolha inteligente é mais eficiente do que um passo radical.

Bom, pode parecer um pouco vago tudo isso, mas vou deixar então uma lista bem genérica de 10 atitudes de fácil aplicabilidade e que fazem toda a diferença! 😀

  1. Se você é adepto de tomar refrigerante, chás industrializados, etc., – eu não recomendo, mas… – opte por comprar aqueles que vêm embalados em latinhas de alumínio ou vidro, pois a reciclabilidade desses produtos é basicamente infinita. Já aqueles que vêm em embalagens plásticas são mais complicados. Plástico é um veneno e sua reciclabilidade é finita. Claro, certifique-se de que sua embalagem depois será reutilizada ou reciclada!

  2. Ande sempre, sempre com uma sacolinha retornável! Menos sacolinhas plásticas, mais respiro pro meio-ambiente. Thanks!

  3. Recuse canudos de plástico. Se você tem nojo de colocar sua boca na latinha, peça educadamente para a pessoa que te atender lavar a latinha e não trazer o canudo do mal.

  4. É possível pedir suco ou qualquer outra bebida em copos de vidro ou cerâmica mesmo em locais que normalmente oferecem em descartáveis. Peça sempre que possível!
    Continuar lendo

A hora do planeta 2016 é hoje!

Todos os anos a WWF promove um evento mundial que incentiva a conscientização do ambientalismo chamado “A Hora do Planeta”!

Em 2016 este evento será hoje à noite, das 20h30 às 21h30, horário local.

A ideia é muito simples: durante esta 1h apague as luzes e desligue todos os aparelhos que forem possíveis de serem desligados de dentro de casa! O ato serve para mostrar que podemos, sim, nos manifestar a favor de iniciativas socio-ambientais.

Então hoje lembre-se: que tal um jantarzinho à luz de velas? Ou um programa mais romântico? Isso é que é por na prática a máxima “paz e amor”!

Boa Hora do Planeta a tod@s!

Créditos da imagem: WWF

Pílulas de Sustentabilidade

Car@s leitor@s!

O nosso blog #VivendoSemLixo agora adota um novo conceito: trazemos para você pílulas de sustentalibidade!

Pergunta: O que isso quer dizer no fim das contas?
Resposta: Vamos dar dicas expressas de como reduzir seu impacto ambiental de um jeito super bacana, divertido e descolado!

E a dica de hoje é: cumpra suas promessas na lista de 2016!
Esta que vos fala prometeu atenção a este blog que merece, possui demanda, seguidores e, felizmente, cada vez mais novos seguidores nas redes sociais, ainda que esteja na fase bebê!

Por isso é que hoje eu vim compartilhar com vocês algumas das minhas metas pra 2016 que estão sendo alcançadas:

    1. Comecei a fazer krav magá (pra quem não sabe, clica aqui): agora serei minha própria guarda-costas! 😛
    2. Entrei na academia. (Uat?! Sério?!) Vamos tentar a máxima: “corpo são, mente sã”. Afinal, todo o conceito de sustentabilidade é baseado na proteção do meio ambiente e na manutenção da nossa qualidade de vida (na verdade, é mais dramático do que isso, é a manutenção da nossa espécie na Terra mesmo, visto que estamos nos destruindo; a Terra ficará, nós é que não) e cuidar-se é algo que se alinha com este conceito.
    3. Adquiri uma bicicletinha dobrável (de segunda mão, aproveitando um item não mais amado de alguém) pra me deslocar no dia-a-dia! Isso mesmo! Passei muito tempo criando coragem e uma das minhas maiores metas pra 2016 é conseguir aprender a viver sem precisar de um carro. Pedi ajuda na Bike Anjo e agora estou esperando uma resposta deles para virem me ajudar. A ONG desse pessoal reúne pessoas que ajudam os outros a vencerem o medo da magrela. No meu caso, o medo é de andar nela nas ruas mesmo. Mas graças às ciclovias crescentes em São Paulo acredito que isto será uma vitória em breve alcançada! Aliás, deem pulo no site deles e vejam o que eles oferecem de bacana!

 

Por enquanto em termos pessoais é isso! Em termos profissionais, as coisas estão também progredindo ainda bem! Ainda tenho muitas metas para 2016 e vou postando pra vocês aqui conforme elas forem se concretizando!

Bora lá, dá uma corridinha, ainda faltam 290 dias pro fim do ano. Dá tempo de você alcançar suas metas – inclusive as #lixozero!

Ah, outra dica, já deu uma olhada no site do Zero Waste Bloggers Network? Está cheio de coisas legais e reúne tod@s @s blogueir@s mundo a fora que falam sobre a questão da sustentabilidade, cada um sob seu próprio ponto de vista! Tem muita gente boa que merece ser seguida. 😉

Beijos a todos e bora cumprir as metas!

Adeus 2015! Que venha 2016!

Caros leitores,

Primeiramente, peço desculpas pelo total abandono deste blog nesses últimos meses. Muitas coisas aconteceram com esta que vos fala, o que impediu que eu escrevesse com a frequência desejada. Profissionalmente falando foi um período muito corrido, com muitas etapas concluídas, viagens realizadas, entre outros. Estou em débito com meus leitores, mas 2016 está aí para que eu possa tentar alcançar o tempo perdido!

Muitas ideias de posts estão no forno, quentinhas, prontas para serem publicadas. Vários rascunhos ainda não acabados, mas encaminhados para publicação. Então, vamos começar com as finalizações de fim de ano, não é mesmo? 😉

Recentemente também saiu uma entrevista com esta que vos fala no blog do Overleaf. Na entrevista eu falo da minha vida profissional e do meu engajamento com o estilo de vida lixo-zero. Clique aqui para acessar o post!

Um pouco antes desta longa pausa de quase 4 meses sem publicar no blog, havíamos recebido a indicação do nosso blog amigo, Grünish, a fundadora do Zero Waste Bloggers Network ou ZWBN (clique em cima para acessar o nosso site) no post Sun Is Up. É com muito orgulho que nós aceitamos o Sunshine Award (e com uma certa vergonha pela longa pausa) e nós indicamos, em contrapartida, os seguintes blogs:

Respondemos às perguntas feitas pela Inge, a responsável pelo blog Grünish. As perguntas foram feitas em inglês, mas nós respondemos em português (as perguntas originais estão logo abaixo das perguntas em português):

Continuar lendo

Meus porquês e meu consequente caminho em direção ao minimalismo

Primeiramente, gostaria de dizer que, diferentemente das minhas postagens comuns, esta é um pouco mais impulsiva. Estou devendo dois posts que deveriam ser publicados em sequência (atenção: spoilers): Combo Lixo Zero no Banheiro Parte II (a continuação do post anterior); e a nossa indicação para o Sunshine Award (clique aqui para ver a indicação pelo blog Grünish, escrito por Inge, a blogueira organizadora do nosso Zero Waste Bloggers Network)! Pois é, já temos dois prêmios recebidos por outros blogueiros, mas aguente firme que a próxima publicação será sobre isso!


Quando recentemente li a matéria sobre a jovem que ficou 200 dias sem comprar nada (apenas alimentos e produtos básicos de higiene), eu me identifiquei muito com a história. Antes dela, li outra história, sobre uma alemã que ficou um ano sem comprar nadinha de nada, nem sequer alimentos. Veja aqui a história dela! Diferentemente do caso da moça da primeira história, e eu comecei a fazer essa mesma reflexão quando uma série de coisas diferentes começaram a acontecer na minha vida.

Atenção: este post será um relato sobre experiências pessoais minhas com relação ao consumo, então não será um post com dicas, mas um post expositivo da minha própria vivência.

Eu não contei quantos dias desde que eu “não compro mais nada”, mas eu tenho certeza que faz mais ou menos o mesmo tempo que ela. As únicas coisas que eu comprei nos últimos tempos são ligadas à minha transição para um estilo de vida mais ecológico. Doei muitos depósitos plásticos e precisei adquirir outros de vidro ou de metal.

Enfim, antes que eu comece a divagar muito sobre a situação, deixe que eu comece pelo começo…


Começando pelo começo…

Continuar lendo

Combo do Lixo Zero no Banheiro Parte I: Creme Dental & Enxaguante Bucal (PS.: caseiros!)

Ok, ok, pessoal, chegou o dia de começarmos a ver várias receitas caseiras e de como reduzir o lixo em casa – mais especificamente, no banheiro!

Diferentemente do que você deve estar pensando, o combo pasta de dentes e enxaguante bucal é muuuuuuuuuito fácil de fazer. Você só precisará se programar em adquirir os ingredientes antes (o que também não é nenhum sacrifício)!

Hey yo, let’s go!

Continuar lendo